Conecte-se conosco

Em video xenofóbico, ex-fuzileiro naval difama Marinha do Brasil, Corumbá, Ladário e Bolívia.

"Quem mora em Ladário é bicho-do-mato". Reprodução-Facebook

Interior

Em video xenofóbico, ex-fuzileiro naval difama Marinha do Brasil, Corumbá, Ladário e Bolívia.

Em um video de 4 minutos e 13 segundos, publicado na rede social Facebook (4 Novembro), o ex-militar fuzileiro naval José Ricardo Ribeiro de Souza Júnior, o “Kadinho Ribeiro”, cujo perfil aparenta ser de um sergipano, radicado no Rio de Janeiro (https://www.facebook.com/kadinho.pqd) destila ofensas contra o Pantanal, contra os cidadãos ladarenses, corumbaenses, bolivianos e ainda ofende, a Marinha do Brasil (sua última empregadora) - um vídeo que causou revolta e indignação, por parte dos moradores da região pantaneira de Corumbá e Ladário - inclusive militares.


  
Em um dos trechos do vídeo, ele diz que que quem mora em Ladário é “bicho do mato, é coisa ruim”. Em outro, ofende as mulheres da região, chamando-as de “cara de barata e sem bun**”. Também disse que os bolivianos “fedem a mijo” e que todos os cidadãos daquelas cidades - Corumbá e Ladário - tem associação com o tráfico de drogas, pois segundo suas palavras "esses caras não prestam para por** nenhuma”, entre outras palavras desqualificadoras e xenofóbicas..

E ele não para por aí: em relação ao 6º Distrito Naval, o "Kadinho" ofendeu a Marinha do Brasil e entre outras palavras xulas, ainda afirmou que a instituição “é uma vergonha”, pois beneficia apenas marujos e não melhora a vida dos fuzileiros navais, pois segundo eles, apenas os fuzileiros “pegam manobra pesada”.   
  
Ele também disse que existem injustiças dentro do 6º Distrito Naval e mandou um recado  para os amigos militares de outras cidades, que ainda estão servindo naquela unidade militar: “só em estar aí acho que vocês têm que ganhar milhões de euros para estar nesse lugar porque, pelo amor de Deus, é muito ruim”.

Em contato com a Marinha do Brasil, através do 6º Distrito Naval, a Comunicação Social nos enviou a seguinte nota:  
  
O autor do vídeo chama-se José Ricardo Ribeiro de Souza Júnior, serviu nas fileiras da Marinha do Brasil, como Fuzileiro Naval, no período de julho 2012 a maio de 2014, sendo desligado do Serviço Ativo da Marinha, “ex-officio”, por não ter cumprido os requisitos necessários pautados na ética, na moral, na hierarquia e na disciplina, características fundamentais dos verdadeiros marinheiros.  
  
Em resposta, a Marinha do Brasil, por meio do Comando do 6º Distrito Naval, repudia firmemente este ato e qualquer outro de igual natureza que denigra a imagem da Marinha do Brasil, do povo ladarense, corumbaense e dos irmãos bolivianos, visto que o Comando do 6º Distrito Naval, há mais de um século, tem uma grande interação e um bom relacionamento com o povo pantaneiro e de países vizinhos.  
  
Por fim, este Comando encaminhará o mencionado vídeo, solicitando ações contundentes do Ministério Público Militar da União e Ministério Público Federal, a fim de tomarem as medidas judiciais cabíveis.

COMANDO DO 6° DISTRITO NAVAL

Em contato com CENTRO BOLIVIANO BRASILEIRO, em Corumbá-MS, recebemos a seguinte declaração, de André Menacho, seu Presidente:

Este tipo de de comentário causa indignação ao povo boliviano e seus descendentes, porque o nosso convívio na fronteira é harmônico, comparado à outras fronteiras do Mundo.

É claro, temos problemas comuns à várias fronteiras - e que lutamos para que sejam resolvidos, mas atitudes como essa, nos causa indignação profunda, porque as pessoas que vem para a nossa região, inclusive estrangeiros - são acolhidas de uma maneira fraterna - e convivemos de forma pacífica, com os irmãos brasileiros, comercialmente e culturalmente, há mais de um século.

A Colônia Boliviana está analisando as medidas legais e jurídicas, que se aplicarão ao caso.  

André Menacho
​Presidente do Centro Boliviano Brasileiro


O Departamento Jurídico do MS Diário informa que no mínimo, José Ricardo Ribeiro de Souza Júnior cometeu crime de xenofobia contra bolivianos e crime contra cidadãos que residem naquela região. O Art. 1º da Lei Federal 7.716/89, fala sobre crimes de preconceito e discriminação racial: “Serão punidos, na forma desta Lei, os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional”.

Em contato com a Prefeitura Municipal de Corumbá, a Assessoria de Comunicação disse que não se pronunciará sobre o assunto.  
  
Entramos em contato também com a Prefeitura de Ladário, mas sua Assessoria de Comunicação disse que o Prefeito estava em audiência e não iria se pronunciar sobre o fato naquele momento - mas também nos informou, que não havia intenção da Prefeitura manifestar qualquer repúdio à esse ato - pelo menos, até o fechamento dessa matéria.  

Ver matéria completa

Faça seu comentário sobre "Em video xenofóbico, ex-fuzileiro naval difama Marinha do Brasil, Corumbá, Ladário e Bolívia."

Veja ainda

Agora no site

Top da Semana

Subir