Pantanal MS
20 de Maio / 2024

A Energisa atende mais de 1,1 milhão de imóveis em 74 municípios do estado. | Créditos: reprodução-internet

  • Publicado em: 04 de Abril, 2024 | Fonte: Ana Santos

Na última terça-feira (02), a diretoria da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) anunciou uma redução de até 1,61% na conta de energia para consumidores da concessionária Energisa em Mato Grosso do Sul. A Energisa atende mais de 1,1 milhão de imóveis em 74 municípios do estado.

As reduções variam de acordo com as classes de consumo e níveis de tensão. Para residências da categoria B1 (baixa renda), a tarifa foi reduzida em 0,65%. Consumidores de baixa tensão terão uma redução média de 0,84%, enquanto para consumidores de alta tensão a diminuição pode chegar a 3,65%. No geral, o efeito médio para o consumidor pode resultar em uma redução de até 1,61% na conta de energia.

Os principais fatores que contribuíram para a redução das tarifas foram os custos com distribuição e a eliminação de determinados encargos financeiros, como a neutralidade dos encargos setoriais e a reversão dos créditos de pis e COFINS.

É importante destacar que a redução tarifária é aplicável aos municípios atendidos pela Energisa, que abrange quase todo o estado de Mato Grosso do Sul, incluindo cidades importantes como Campo Grande, Dourados, Corumbá e Ponta Porã. Apenas cinco municípios não são atendidos pela Energisa, sendo a Elektro a concessionária responsável por estes casos.

Por fim, é relevante diferenciar entre a Revisão Tarifária Periódica (RTP) e o Reajuste Tarifário Anual (RTA), processos tarifários previstos nos contratos de concessão. Enquanto a RTP é um processo mais complexo que define custos eficientes, metas de qualidade e perdas de energia, o RTA é uma atualização mais simples da parcela B pelo índice de inflação estabelecido no contrato. Em ambos os casos, são repassados os custos com compra e transmissão de energia, bem como os encargos setoriais.

Comentários