Nossas redes

Saúde

Com aumento nos casos de Covid, MS não prevê volta obrigatória das máscaras

O número de casos de Covid voltou a subir nos últimos dias em Mato Grosso do Sul. Isso fez a Secretaria de Estado de Saúde (SES) a emitir ofício aos municípios que para que seja reforçada as testagens e vacinação.

Publicado em

A SES-MS reafirma a necessidade dos cuidados em relação às novas variantes da Covid-19, confirmadas no país e que podem chegar ao Estado a qualquer momento. | Créditos: MSDiário/Ilustrativo

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) durante coletiva na manhã desta quinta-feira (17), o Estado não prevê retomar a obrigatoriedade no uso das máscaras no momento.

Conforme Azambuja, o Estado não registra grandes internações por Covid-19 e mesmo não sendo obrigatório, a recomendação do uso de máscaras estará em campanhas publicitárias.

Aumento de Casos em MS

O número de casos de Covid voltou a subir nos últimos dias em Mato Grosso do Sul. Isso fez a Secretaria de Estado de Saúde (SES) a emitir ofício aos municípios que para que seja reforçada as testagens e vacinação.

Boletim epidemiológico divulgado na quarta-feira (16) mostra que a média de casos confirmados nos últimos sete dias é de 40,7 (285 casos), mais que o dobro da média de 18,1 registrada na semana anterior.

Teve ainda dois óbitos. Os municípios que mais registraram casos foram Sete Quedas (118), Nova Alvorada do Sul (23), Três Lagoas (21), Corumbá (19), Dourados (16), Ponta Porã (16), Rio Brilhante (15) e Campo Grande (7).

De acordo com o secretário Flávio Brito, a secretaria continua monitorando os casos. Para ele, o aumento recente de positivos é consequência dos descuidos da população, aliado a negligência em relação às vacinas. Os novos casos, no entanto, não pressionam o sistema público de saúde.

No ofício enviado aos municípios, a SES reafirma a necessidade dos cuidados em relação às novas variantes da Covid-19, confirmadas no país e que podem chegar ao Estado a qualquer momento.

Dessa forma, recomenda que, diante do “alto potencial de gerar uma nova onda de casos de Covid-19”, as variantes causam “grande preocupação” na secretaria estadual que reforça a “necessidade urgente de fortalecimento das medidas mitigatórias contra o Coronavírus, além das rotineiramente já adotadas”.
 

Já deu seu like para esta matéria?

Ver matéria completa
Publicidade

As Top da Semana