Nossas redes

Saúde

Com suposto caso de rubéola na Bolívia, Ministério da Saúde determina dose zero da vacina tríplice viral

O Ministério da Saúde comunicou ao Estado de Mato Grosso do Sul quanto a situação da rubéola.

Publicado em

O Ministério teme a reintrodução do vírus no Brasil. | Créditos: Ilustrativo

Com suposto caso de rubéola na cidade de Trindad, na Bolívia, o Ministério da Saúde enviou nota técnica às Secretarias Estaduais de Saúde de quatro estados informando a retomada da dose zero da vacina tríplice viral para crianças de seis a 11 meses. O Ministério teme a reintrodução do vírus no Brasil.

A nota técnica foi encaminhada para as secretarias de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Acre e Rondônia. Em Mato Grosso do Sul, a SES garantiu que há doses suficientes para o público que deverá receber a dose zero.

Conforme explicado pela Coordenação-Geral do Programa Nacional de Imunizações (CGPNI), a vacina contra a rubéola (tríplice viral) é aplicada normalmente em crianças de 12 meses. Já em relação a dose zero, o programa reforça sobre a introdução de uma dose extra antes da aplicação usual.

O CGPNI afirma que todas as crianças entre seis e 11 meses deverão receber a dose zero da vacina tríplice viral, que não será contabilizada para a vacinação de rotina.

Assim, a criança tomará a dose zero e a dose um. Após, com 15 meses, a criança deve manter a caderneta de vacinação com a dose tetraviral (ou D2 de tríplice viral + varicela monovalente).

No Brasil, o último caso endêmico de rubéola ocorreu em 2008. Em 2015 o Brasil recebeu da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) a declaração de área livre da circulação do vírus da rubéola.

Segundo a nota técnica do Ministério da Saúde, a decisão foi tomada após a notificação de um caso de rubéola registrado na Bolívia, onde foram realizados os exames laboratoriais e identificação de contatos para monitoramento. Com o caso no país vizinho, a região fronteiriça foi colocada em alto risco de reintrodução do vírus da rubéola no Brasil.

Em nota, a SES de Mato Grosso do Sul comunicou a retomada:

"O Ministério da Saúde comunicou ao Estado de Mato Grosso do Sul quanto a situação da rubéola, e rumor de caso da doença no município de Trinidad na Bolívia. Assim, para evitar a reintrodução do vírus da rubéola no país, e visando proteger a população, o Ministério da Saúde autorizou a Secretaria de Estado de Saúde a informa aos municípios a retomada da dose zero da vacina tríplice viral para crianças de seis a 11 meses de idade. A SES/MS esclarece que o Ministério da Saúde informará oportunamente quando a dose zero deverá ser interrompida nos estados que fazem fronteira com a Bolívia".
 

Já deu seu like para esta matéria?

Ver matéria completa
Publicidade

As Top da Semana