Pantanal MS
20 de Maio / 2024
  • Publicado em: 11 de Abril, 2024 | Fonte: Rafael Almeida

Na última quarta-feira (10), um homem dirigiu-se à delegacia de Campo Grande para denunciar um caso de não pagamento pelos serviços prestados a uma empresa vencedora de licitação em Ladário.

Segundo o relato registrado no boletim de ocorrência, a vítima estabeleceu um acordo com um homem após a empresa de sua esposa vencer uma licitação para obras na cidade. O trato estipulava que a vítima custearia todas as despesas da obra, totalizando R$ 50 mil, e, ao final, os lucros seriam divididos igualmente, descontando os gastos. No entanto, apesar de arcar integralmente com os custos, a vítima afirmou não ter recebido os valores combinados até o momento.

A situação se agrava com a informação de que a empresa licitante teria recebido e sacado um montante de R$ 119.289 no dia 19 de dezembro de 2023. Além disso, após a conclusão da obra, o CNPJ da empresa foi transformado em sociedade limitada, com a vítima como sócio investidor, sem que houvesse a devida compensação financeira.

O caso, registrado como preservação de direito, levanta questões sobre a transparência e legalidade dos processos licitatórios e contratuais. Procurada, a empresa vencedora da licitação manifestou disposição para resolver a situação e buscar um acordo judicial para quitar a dívida com a vítima.

Comentários