Pantanal MS
14 de Abril / 2024
  • Publicado em: 01 de Março, 2024 | Fonte: Rafael Almeida

No próximo sábado, dia 2 de março, o Brasil se mobiliza em um esforço conjunto para enfrentar a dengue. O Dia D – Brasil unido contra a dengue é uma iniciativa que reúne o governo federal, estados, municípios e toda a sociedade em uma campanha intensiva de prevenção e combate aos focos do mosquito Aedes aegypti. Com o tema '10 minutos contra a dengue', a ação visa ampliar a conscientização e intensificar as medidas de controle da doença, que representam um dos maiores desafios para a saúde pública nacional e mundial.

A ministra da Saúde, Nísia Trindade, convoca a participação de todos nesse esforço nacional. "Este é um momento crucial não apenas para as autoridades de saúde, mas para toda a sociedade. Precisamos unir esforços no Dia D – Brasil unido contra a dengue", ressalta.

Com 17 unidades da federação enfrentando níveis acima do esperado de incidência de dengue e um total de 973 mil casos suspeitos notificados em todo o país desde o início de 2024, a situação demanda ações urgentes. Em Mato Grosso do Sul, são 4,7 mil casos prováveis de dengue, com dois óbitos confirmados.

A alta nos casos, mesmo em períodos historicamente menos propensos a epidemias, é atribuída a uma série de fatores, incluindo mudanças climáticas e a circulação de diferentes sorotipos do vírus da dengue. Para enfrentar esse cenário, o Ministério da Saúde destinou R$ 1,5 bilhão para emergências, como o combate à dengue, e instalou um Centro de Operações de Emergência – COE Dengue, em colaboração com estados e municípios.

Além disso, o governo federal lançou uma mobilização nas escolas públicas do país, como parte do Programa Saúde na Escola, envolvendo 20 semanas de atividades para conscientizar os estudantes sobre a importância de combater o mosquito transmissor da dengue.

No entanto, a principal medida de prevenção continua sendo a eliminação dos criadouros do mosquito. A população deve estar atenta e colaborar com os Agentes de Combate a Endemias e Agentes Comunitários de Saúde para identificar e eliminar possíveis focos de reprodução do Aedes aegypti.

Diante desse desafio de saúde pública, é essencial que todos estejam vigilantes e engajados na luta contra a dengue. A prevenção é a melhor estratégia para evitar o avanço da doença e proteger a população.

Comentários