Pantanal MS
20 de Maio / 2024

Ladario-MS | Créditos: reprodução-internet

  • Publicado em: 04 de Janeiro, 2024 | Fonte: Ana Santos

O município de Ladário,  enfrenta uma grave situação de emergência após fortes chuvas atingirem a região, levando o Prefeito Municipal, Iranil de Lima Soares, a declarar oficialmente o "Estado de Emergência". As medidas foram tomadas com base no inciso VII, art. 60 da Lei Orgânica do Município, de 5 de abril de 1990.

No último dia 2 de janeiro, uma precipitação pluviométrica de 35 mm, registrada pelo INMET, representou 18% da média normal para o mês, desencadeando uma série de desafios humanos e materiais. Várias famílias foram diretamente afetadas, suas casas atingidas, e agora, necessitam urgentemente de materiais estruturais, alimentos e produtos de higiene.

Os danos estruturais não se limitaram apenas a residências, atingindo também prédios públicos, o que resultou em prejuízos econômicos e sociais consideráveis. Nesse cenário crítico, o município de Ladário tem mobilizado recursos para minimizar os impactos do desastre, prestando assistência urgente aos afetados.

A decisão de declarar a "Situação de Emergência" envolve a autorização para a mobilização de toda a estrutura do Poder Executivo Municipal, coordenada pela Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos e Defesa Civil. Medidas de resposta ao desastre estão sendo desencadeadas para enfrentar os desafios imediatos e oferecer auxílio à população.

Em consonância com as diretrizes federais, autoridades administrativas e agentes de defesa civil estão autorizados, em casos de risco iminente, a tomar medidas necessárias, incluindo a entrada em residências para prestar socorro e o uso de propriedade privada, sempre assegurando indenização posterior aos proprietários.

Do ponto de vista financeiro, o município poderá abrir crédito extraordinário para lidar com despesas imprevisíveis e urgentes, garantindo recursos para ações emergenciais. Adicionalmente, contratos necessários para a resposta ao desastre, como aquisição de bens, serviços e obras, serão dispensados de licitação, desde que concluídos no prazo máximo de um ano consecutivo e ininterrupto.

O decreto terá vigência de um ano a partir de sua publicação, e os esforços da gestão municipal estarão concentrados em amenizar os impactos do desastre e proporcionar assistência necessária à comunidade afetada.

Este é um momento crítico para Ladário, e o poder público está trabalhando incansavelmente para superar os desafios impostos pelas fortes chuvas e garantir o bem-estar da população. A situação será acompanhada de perto, e medidas adicionais serão tomadas conforme necessário para enfrentar essa crise.

Comentários